domingo, 15 de maio de 2011

“branco-amarelo”,

gotas de chuva, pele nua, cama vazia de ti  
acordei pesada não sei de qual cansaço,
ando pelo quarto frio e me aqueço com o pensar,
cabe imaginar detalhadamente o teu simples ato
de pousar tua cabeça no meu peito
ando por tantas ruas em descompasso
buscando escadas pra alcançar as alturas,
uma fase da lua, me distrair com o brilho
“branco-amarelo” intenso, quem sabe
ou talvez arranhar o céu com as unhas afiadas
ando dobrando as esquinas, sem me topar
com aqueles encontros “desesperados” de cobiça
ando somando desejos que almejo
dançando nessa solidão ausente de face e laço.
ando falando sobre línguas que desconheço,
segredos, medos, verbos, águas que correm,
loucuras, existência sem nome e apresentação.
ando largada dentro da roupa da poesia
infinita, perdida nesse corpo, no olhar
da pupila dilatada, que esconde
a cor verde e mal repara a esperança 
por trás dos raios "efeito camaleão"
entre as cortinas da janela aberta
a palavra já quer escapar, virar vento
antes que eu consiga terminar, 
elaborar, tocar. Lá se vai ela, flutuando feito pluma
então, volto a ANDAR, andar, andar...



Ana Morais

25 comentários:

PauloSilva disse...

Anda perdida num lugar que conhece mas anonimamente desconhecido não é ?

Como eu percebo! Adorei, muito profundo *

PauloSilva disse...

Um grande obrigado.
Tudo de bom!

Pensando com a Arte disse...

adorei $: sem duvida!



já me segues a algum tempo é isso? *-*


Obrigada, a força esta sempre em nos mas as vezes temos de a encontrar*

Pensando com a Arte disse...

"ou talvez arranhar o céu com as unhas afiadas
ando só dobrando as esquinas" está parte wow ;$

Obrigada Ana, aparece sempre que quiseres e espero que gostes*

Isa Soraia disse...

ADOREI (:

Carla Md. disse...

palavras envolventes, sentimentos vivos, consigo vê tudo o que escreve, viajo, acompanho!!
fabulosa, como sempre!!
Parabéns, menina luz;**

Fabio Rocha disse...

andar com espírito dançante! nada mais importa... beijos

Anônimo disse...

Vc sempre me encanta um pouco a cada dia!! LINDO, Aninha ;)

Jéssica

Celso Mendes disse...

vê-se que anda largada dentro de uma poesia infinita mesmo, moça. continue deixando as palavras se lhe escaparem sem sentir: são seu mundo poético transbordando.

beijo, amiga!

Isa Soraia disse...

Obrigada eu minha querida.
Gosto imenso do que apresentas em cada texto, das palavras que usas e de esconderes o que queres efectivamente mostrar de forma a cada um de nós poder fazer uma interpretação diferente.
Um enorme Beijo.

Manoel Britto disse...

Na distração do brilho ''braco-amarelo'' talvez se posso encontrar a felicidade que tanto compula, remédio da vida mesmo sem bula.
lindíssimo texto.
Bjs

Vanessa Mendes disse...

tu escreve muito bem *-*

Vanessa Mendes disse...

tu escreve muito bem *-*

dianadiaz ♚ disse...

~' gostei. *-*

Anônimo disse...

perfeito, poetisa...
um maravilhoso domingo!!!
bjs da Nanda

asamaniaco1987 disse...

arrebentaa!
bjão escritora

Mundo do Gê disse...

O importante é seguir:
Andar,andar,andar...Se perder, se encontrar, se deixar levar pela vida, envolvida pelo vento, pelo momento, momento de viver!

Abração!
Adorei aqui!
Gê!

A Escafandrista disse...

Oi, Ana. Bom chegar aqui e ver uma nova postagem para mergulhar. Também há novas postagens no meu blog, convido-te a mergulhar. Beijinhos.

Etiene disse...

e que a caminhada seja sempre construtiva ... Boa semana

Catarina disse...

gosto*

Poeta da Colina disse...

Seja como for, a opção está no próximo passo.

Friends:Renata e Juliana disse...

Renata disse:
Lindo post,amei a foto também!

"...ando falando sobre línguas que desconheço,segredos,medos,verbos, águas que correm,loucuras,existência sem nome e apresentação."
-Tavez eu esteja assim também. rs

=)*

Jão disse...

Esta eterna busca pela felicidade, pelo que faz bem.

Bom é se sentit capaz de buscar, de correr atrás do que faz bem.



Beijos!

iasmin999 disse...

Lindíssimo... aplausos, escritora fantástica!!!

bjs

Ronilson disse...

Interessante quando nossa alma se desprende para escrevermos e isso vc ja entendeu ...
bjos