sábado, 7 de maio de 2011

Re-experimento;



O sol desabou sobre a cama desarrumada, respiro fundo e provo a beleza do vigor que enche a minha retina.  Passarinhos a cantar, e eu a re-experimentar, acordar, ressurgir, desfalecer num riso enlouquecido de desatino. Brindo ao dia que vem depressa, me entrego a grandeza desse mar que sustenta o meu penar. Entre girassóis , caminho, com o corpo ardendo e uma rotina que muda,  toca, trocar de cor, se transforma. Os raios voltaram aparecer e a felicidade tenta reinar. O tom delicado da chuva,  me ajudou mesmo a lavar, a germinar a terra, a banhar os poros, a levar aqueles arrepios pra longe, deixando até um ar mais seguro aqui. Por vezes, feitiço parece, quando me vejo com um gosto corrosivo na boca, trazendo a brisa dos lábios proibidos. Ainda teu sabor padece no meu entardecer, ainda moro nos teus olhos, ainda seguro o meu coração e a tua mão. Não por muito tempo, eu sei. Porém não minto, nem omito.

Ana Morais

22 comentários:

iasmin999 disse...

Ainda bem que voltou... LINDO!!
tava com saudade de ler vc!!
sou tua fã, bjok

Carla Md. disse...

já publicou algum livro, poetisa??
adoro vir aqui!!
bjão e um ótimo fim de semana;***

Celso Mendes disse...

E la nave vá... Há coisas que se nos incorporam para sempre. Mas o tempo atenua cicatrizes.

Belíssimo texto, minha querida. Bom te ver de volta.

Beijo.

Idiótica. disse...

Mas todo o tempo é infinito, é tempo de experimentar mesmo, de amar e talvez nem ser correspondido. Tudo é aprendizado.

César Amorim disse...

Você ta no caminho do recomeço!!
Bom te ler de novo!!
E o livro?? Rsrs;)
bjão

asamaniaco1987 disse...

ficou show o novo visual do blog!!
Parabéns e volte com tudo, menina!!

seuserdecadadia disse...

Aos poucos voltando!

Ana Morais disse...

Não, ainda não publiquei nenhum livro, infelizmente.

♪ Sil disse...

Ana, minha linda!!!

Saudade de ti!!

Isso, é renascer a cada dia:

Os raios voltaram aparecer e a felicidade tenta reinar. O tom delicado da chuva, me ajudou mesmo a lavar, a germinar a terra, a banhar os poros, a levar aqueles arrepios pra longe, deixando até um ar mais seguro aqui.

Simplesmente DIVINO!!!

Um abraço imenso, e feliz em tê-la de volta!!

Friends:Renata e Juliana disse...

Renata disse:
Eu encontro em tuas palavras a beleza dos dias com a experiência dos sentimentos vividos.

**Bjos!
E...obrigada =)*

Cafundó disse...

Seu espaço ficou lindo e as palavras me agasalharam como sempre!
Muitos beijos!

Anônimo disse...

eh uma dádivaa,reflito cada linha!!
volte logo a escrever;***

yaraeosol - yaralm disse...

Ana, gosto de estar aqui no seu blog!
Um beijinho,

Yara

A.S. disse...

Belo e sensual este teu texto! Delicadamente excitante, onde as palavras repousam ainda na cama encharcada de prazeres!...


Beijos meus,
AL

A Viajante disse...

Muito legal o post, adorei a parte do Tom delicado da chuva, gosto de como você descreve numa simplicidade tão gostosa de ler... por um momento até senti o cheirinho de chuva ajudando a germinar a terra!!

beijão querida!

Déborah Simões disse...

adorei seu blog e seus textos, flor...
bjok

Leonard M. Capibaribe disse...

Lindas as suas palavras aqui! Gostei bastante! Parabéns! Estarei seguindo!

Anônimo disse...

Bom dia bonito assunto , gostei muito, secalhar poderiamos fcar amigos de blog :) lol!
Aparte de piadas o meu nome é David, e parecido contigo publico paginas se bem que o foco do meu espaço é muito diferente deste....
Eu escrevo páginas de poker que falam de dinheiro gratis para jogar poker online sem teres de por do teu bolso......
Apreciei imenso aquilo li aqui mais uma vez
Voltarei!:)
Ps:tenho um portugues ruim.

Andarilho disse...

Uma conclusão
: o lirismo tem esse blog por endereço.

Parabéns pelo novo visual daqui.

Beijo humanizado pra ti.

Anônimo disse...

parabéns pelo blog!!!!! ;***

Nielson Alves disse...

ANA M.

Adorei o seu passar lá no 'memórias inventadas'

seus textos sempre trazem um sabor de encanto, coisas e quem escreve com alma.Gosto muito do seu mundo de idéias e sentidos!
Aninha um beijão, estou por aqui, viu!

Poeta da Colina disse...

Talvez possa ser tudo novo.