quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

cair em si.

Mesmo me elaborando, paro em alguns lugares que prendem e não consigo ser partida. Como fugir do que fica preso?
Vou voar e segurar o silêncio desmesurado, os dias de chuva que lavam, as esperanças com novos risos saindo pelos cantos e algumas estrelas brilhantes durante as noites... Estranho é essa vontade de virar palavra. Nos sonhos que me aquecem vejo a hora que te reencontro e olho pra tua face. Conto com os dedos, mas sinto a dor dilatando. O tempo fala comigo e pede pra tornar-me amena, só assim tudo lá fora pode se transformar.
O passado desprende aos poucos e isso me dá medo, carrego um amor entre o laço que me puxa e me solta. Cair em si, fere.

Ana Morais

3 comentários:

iasmin999 disse...

enche o dia essas palavras bonitas!!

Ana Morais disse...

obrigada! =)

: disse...

- seguindo, gostei muito do seu blog, segue tbm http://amandabaracho.blogspot.com/ ?