segunda-feira, 11 de abril de 2011

meses;


A razão tem uma mania feia de censurar lados áridos, alagados muitas vezes por tempestades que não passam... Vejo nuvens pesadas no céu cinza e me transbordo de alegria contra mão. Danço, tomo banho de chuva e me deito na relva. Me distraio com as gotas que percorrem no meu rosto, acompanhando as lágrimas da falta de coisas, minutos e tempos valiosos que guardo no bolso. Só eu sei o que espero por alguns meses. Cada um sabe onde dói mais.   

Ana Morais

4 comentários:

Noemya disse...

super lindo... nao consigo parar de ler ;) voce me permite mandar esse texto pra uma pessoa? vai fazer uma grande diferença na vida!!
Parabens e creditos a essa linda escritora

iasmin999 disse...

Mais um superando,lindo!! Do tipo que faz o coração doer, a fala ta muda, mta emoção de sentir seus sentimentos... maravilhoso!!
obrigada por me distrair todo dia com suas palavras!!

Erica Gaião disse...

Ana,

"Cada um sabe onde dói mais" é uma verdade absoluta.

Lindo, reflexivo e poético.

Amei.

Beijos

asamaniaco1987 disse...

Faça um livro, poetisa!!
boa semana